Carga com 9 milhões de litros de gasolina chega ao RN sem atender normas da ANP e distribuidoras precisam comprar combustível em outros estados



Nove milhões de litros de gasolina que chegaram na última quarta-feira (16) ao Rio Grande do Norte para abastecer os postos de combustíveis do estado não poderão ser utilizados.


De acordo com informações da gerência do Ativo Industrial de Guamaré o combustível chegou fora das normas determinadas pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). A carga, que seria suficiente para abastecer o estado por seis dias, chegou em um navio.


Por telefone, o diretor do ativo industrial, Gustavo Bruno, negou à Inter TV Cabugi que haja risco de desabastecimento, mas informou que as distribuidoras potiguares terão que pegar gasolina de outros estados como Paraíba, Ceará e Pernambuco. Ele também explicou que as distribuidoras devem ter um estoque mínimo para cinco dias nas regiões que atendem.


Segundo o diretor, uma falha no ponto de ebulição do combustível impossibilitou o uso do produto. Um novo navio deve chegar ao Rio Grande do Norte no próximo sábado (19) para buscar o combustível. Outra embarcação deve chegar a Guamaré apenas na segunda-feira (21) para abastecer o estado novamente.


A direção do ativo industrial - a antiga refinaria Clara Camarão - não informou a origem do combustível. A Inter TV Cabugi procurou a Petrobras, mas não recebeu posicionamento sobre o assunto. 


INTER TV E G1

Postar um comentário

0 Comentários