O medo que o Plano Diretor dá na família de Júlio Protásio



O ex-vereador e condenado na Operação Impacto, Julio Protasio, anda tendo pesadelos com a votação que está acontecendo para a aprovação do Plano Diretor. 

Júlio e mais de uma dezena de pessoas, foram condenadas por receber propina de empresários que tinham interesse nas mudanças que a revisão do Plano Diretor proporcionariam para o mercado imobiliário e o setor da construção civil.

Júlio anda atirando pra todo lado por causa da eleição para presidente da Câmara Municipal. Ele tenta evitar que a prioridade da casa seja a votação do Plano Diretor de Natal. É um assunto que lhe causa insônia e o deixa muito violento, fora de si.

Nós entendemos o nervosismo do marido de Ana Paula, mas ele poderia sair de Natal, desligar os telefones e certamente não ouviria nada sobre esse tema que lhe causa arrepios.

Em tempo: Júlio foi condenado a uma pena de 3 anos, oito meses e 51 dias em regime aberto. Penas restritivas de direito foram impostas pela justiça ao vereador e mais 9 ex-vereadores.

Em tempo 2: Protásio deveria orientar sua esposa, que saiu candidata por que ele está inelegível, a se licenciar do mandato. Se o tema o assusta assim, ele poderia evitar o trauma para sua cônjuge. 

Em tempo 3: essas operações da polícia quando são "disparadas" causa traumas para toda família. A polícia chega sem avisar, às 6hs da manhã, batem na porta, se demorar a abrir, eles arrombam, chegam armados e as vezes não dá nem tempo de se vestir. Teve um que foi pego nú, bebado, ao lado da esposa, também despida. 

Em tempo 4: teve outro condenado que sofreu mais ainda. Um dos seus filhos se tremia em pé, ao lado da cama do pai e até hoje sofre transtornos por causa desse episódio que ocorreu em 2007, 14 anos atrás.

Em tempo 5: não desejo isso para quase ninguém, mas Júlio Protásio e sua prepotência, aliada a sua covardia com pessoas mais frágeis, é um dos que mereceram passar por isso. 

Em tempo 6: Protásio, baixa a guarda, você é um ex-politico fragilizado pelos erros morais e criminosos que cometeu. Modere sua "goga". Parece aquele jovem impetuoso, dirigente estudantil da UnP. Sabes que sei da sua história e a dos seus mentores assembleianos. Baixe a cabeça um poquinho. 

Em tempo 7: o fantasma da "Impacto" ronda seus pensamentos que eu sei. Busque ajuda profissional, posso indicar a mesma psicóloga de Renato Dantas, ele melhorou muito depois dela. 



Postar um comentário

0 Comentários