Clorisa Linhares chama de “tiranos” os políticos do RN que permitem que 1/3 da população passe fome.

Pré-candidata ao governo do RN pelo partido Brasil 35, Clorisa Linhares concedeu entrevista na manhã desse sábado (04) à Rádio Difusora de Mossoró, no programa “Reflexão com Opinião” do apresentador Jonhson Peixoto.



A servidora pública criticou a gestão da governadora Fátima Bezerra (PT) em vários setores. Afirmou que a mídia elogia a segurança pública e a saúde, mas na realidade o estado vive um caos nesses setores. Apontou a situação estrutural das delegacias e convidou o ouvinte para conhecer de perto essa realidade. “Seu filho sai de casa para estudar ou trabalhar e você não sabe se volta, fica tensa esperando a hora da volta. Os grandes hospitais regionais não funcionam, só sabe quem precisa usar, de uma cirurgia ortopédica a qualquer outro procedimento, é um caos total”, afirmou Clorisa.

Clorisa abordou o tema segurança alimentar e chamou de “tiranos” os políticos que permitem, em pleno século 21, que 1/3 dos potiguares passem fome, comam mal. “É uma verdadeira tirania o que os governantes fazem com nosso povo. Eu achava que era questão de capacidade, mas entendi que é falta de vontade mesmo. É um crime o que fazem com a população norte rio-grandense”, disse indignada a pré-candidata.


Clorisa convocou a população a fazer uma reflexão na hora de votar nas próximas eleições. Pediu ao cidadão para refletir se o modelo de gestor que está no comando do estado e de cada município merece continuar. “Quanto vale a sua vida? E qual a responsabilidade que você tem diante da atual situação que vivemos? Amor é o que está faltando para construir um futuro melhor. Somos egoístas, precisamos fazer pelo outro o que desejamos que façam por nós. A responsabilidade de cada eleitor é igual. Nós que entregamos nosso destino a eles. Entre o eleitor e a cabine de votação o que prevalece é a sua consciência. A pergunta que deve ser feita na hora de depositar seu voto é: quanto vale a sua vida?”, finalizou Clorisa Linhares.

Postar um comentário

0 Comentários